Promoções de policiais civis são publicadas no Diário Oficial

5
879

Ao lado do secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, e do delegado-geral da Polícia Civil, Odair Soares, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, assinou na última sexta-feira (27) todas as promoções dos policiais da Polícia Civil, referentes ao ano de 2019, e da Polícia Técnico-Científica, referentes aos anos de 2018 e 2019.
Todas as promoções foram publicadas no Diário Oficial do Estado de Goiás desta segunda-feira (30).

O presidente do Sinpol-GO, Paulo Sérgio Alves de Araújo, afirmou que a assinatura das promoções foi uma vitória muito importante para todos os policiais civis, mas criticou o fato de o anúncio das promoções ter acontecido somente após os policiais abrirem mão do pagamento retroativo referente ao ano passado.

“Era para ter sido pago em 2019, mas só saiu depois de muita luta das entidades classistas e do acordo que retirou muitos direitos dos policiais, como o retroativo de julho de 2019 até o dia da publicação no Diário Oficial”, destacou.

O presidente reconhece a importância desse incremento no salário dos policiais que trabalharam para terem esse direito, mas lamenta a demora de mais de um ano no pagamento das promoções e diz que a entidade vai, agora, iniciar o diálogo com o governo para pagamento das promoções referente ao ano de 2020.

Paulo Sérgio reitera que o pagamento deste ano já está atrasado, porque deveria ter ocorrido em julho deste ano, mas ainda não foi pago e o Sindicato vai lutar para que os atrasos não ocorram.

“O Sinpol não deixará de lutar pelos direitos de todos os trabalhadores da Polícia Civil sempre que eles forem afetados. Tentaremos resolver administrativamente e, se não for possível, por meio judicial, para que os nossos direitos não sejam negligenciados”, concluiu.

SINPOL LIVRE E TRANSPARENTE!

 

5 COMENTÁRIOS

  1. “O SINPOL não deixará de lutar pelos direitos de “TODOS OS TRABALHADORES DA POLÍCIA CIVIL” sempre que eles forem afetados”. Explique-me então Sr. Paulo Sérgio, por favor, o motivo do SINPOL ter pedido a exclusão de alguns policiais civis do processo judicial que homologou o acordo com a PGE, alegando que eles não teriam direito ao acordo, pois não seriam sindicalizados. Um litisconsórcio que em nada afetaria a promoção dos demais colegas filiados.

    • Olá, Welber, boa tarde. Não sou Paulo Sérgio, mas, acompanhei bastante de perto todo o processo que cominou com a promoção dos policiais e posso falar por ele.

      O Sinpol nunca estipulou condições para promoção dos policiais, os termos do acordo foram apresentados pela Procuradoria-Geral do Estado e eram cumulativos, ou seja, era necessário estar em condições de ser promovido de acordo com a lista emitida pelo Conselho Superior da Polícia Civil, ser sindicalizado à entidade representativa que estava negociando o processo (Adpego, Aspec, Sindepol, Sinpol, Ugopoci), abrir mão dos valores referente ao retroativo das promoções e integrar a ação como litisconsortes. Não era um ou outro quesito a se enquadrar, era TODOS.

      O Sinpol não pediu a retirada de nenhum nome, apenas se manifestou como solicitado pelo Promotor de Justiça esclarecendo que algumas pessoas não atendiam os critérios formulados para composição do acordo, como de fato não atendiam. Essa responsabilidade não incide sobre o sindicato.

      É livre a sindicalização em entidades representativas, conforme assegura a Constituição Federal. Querer usufruir dos benefícios de sindicalizado sem o ser passa bem perto da imoralidade.

      Wânia Cris
      Vice Presidente do Sinpol

  2. Quero também deixar minha indignação sobre essas promoções! Afinal todos os que estavam na lista de promoção deveriam ser promovidos! E não apenas os sindicalizados!
    O sindicato deveria ser uno e indivisível!

  3. Um ato administrativo precário, que fere princípio da isonomia, legalidade, etc, fere direito assegurado na constituição e que preteriu lista de antiguidade isso não é imoralidade?! Imoralidade então é o servidor buscar o direito de ser promovido num processo que é público?! Desde quando ser Sindicalizado é requisito pra ser promovido? buscam efeitos inter partes nas suas ações mas quando vem pedir voto pra cargos eletivos o efeito é erga omnes.
    Quando ao processo, a PGE mostrou preocupação com a isonomia quando teve oportunidade, MP pediu pro sindicato manifestar quanto aos que preenchiam os requisitos mas não eram Sindicalizados, mas foram covardes, fizeram questão de não manifestarem e agora vem com conversinha de que está preocupado com a situação. Deixem o morde e assopra para o governo. Se acha que nao sindicalizado não deve usufruir de direito do sindicato, pede o nobre presidente pra retirar a fala que ” …lutará pelo direito de todos…” ou inclua a expressão de “… direitos de todos Sindicalizados…” pois o meu direitos que está lutando pra conseguir é o advogado que paguei com o meu dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here