Presos suspeitos de matar e carbonizar vítimas

0
64

O trabalho dos agentes da polícia civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios e Grupo de Investigação de Homicídios de Trindade, resultou na prisão de oito criminosos. Eles são suspeitos de participarem de um grupo conhecido como Tropa do Baiano, que já teria matado pelo menos quatro pessoas.

Os crimes aconteceram entre outubro de 2020 e março de 2021, sendo que três das vítimas foram encontradas carbonizadas. O grupo era liderado de dentro do presídio de Goianira pelo preso José Roberto Marcelino de Oliveira, vulgo Baiano, o qual tinha como braço direito sua esposa, Eliene de Lima Noto, e João Bezerra de Oliveira, apelidado de Baixinho. Também integravam a quadrilha Francisco Lucas Pereira Brandão, Edson Gomes da Silva e Brenda de Lima Pimenta.

A principal atividade desenvolvida pelo grupo era o tráfico de drogas nos bairros Orlando de Moraes e Residencial Antônio Carlos Pires, na capital. Os integrantes agiam de forma cruel e covarde. As vítimas eram atraídas para a residência de um dos investigados e agredidas brutalmente com golpes de faca e marreta até a morte. Após a prática dos crimes, os investigados desovavam as vítimas em local ermo e ateavam fogo. Todos os homicídios estão relacionados com as atividades criminosas do grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here