Resultado: Parcelamento do salário de Dezembro de 2018

5
2094

Publicamos uma enquete sobre a decisão do Governo do Estado de Goiás em realizar o pagamento do salário de dezembro/2018 em 5 (cinco) parcelas, por faixa salarial.
Divulgamos hoje o resultado da enquete, que ficou no ar durante cinco dias! 72% votou pela aceitação do parcelamento do salário dezembro/2018, enquanto 28% votou pela NÃO aceitação do parcelamento.

Considerando que o SINPOL, como integrante do Fórum de Entidades de Servidores do Estado de Goiás e da Comissão de Entidades da Segurança Pública, participou ativamente das discussões relacionadas ao pagamento do mês de dezembro/2018 com o Governo do Estado, com tratativas que passaram pelas propostas de parcelamento em 8 (oito), 6 (seis) e 5 (cinco), respectivamente, e que na última reunião realizada na Secretária de Segurança Pública, o então Secretário Rodney Miranda disse sobre a impossibilidade de se reduzir o número de parcelas para ser efetuado o pagamento.

Considerando ser regra da gestão de nosso Sindicato, respeitar e acatar as deliberações da categoria que representa, trazemos a apreciação dos sindicalizados para que participem da enquete na área restrita do site da entidade, no sentido de se manifestarem sobre a aceitação ou não do repasse do salário em cinco vezes.

Importa dizer que a negativa da aceitação das 5 (cinco) parcelas, ainda que já esteja definida pela Administração Pública, impõe que tracemos estratégias e alternativas de forma a expor ao Governo do Estado a insatisfação e indignação dos policiais civis, seja por meio das mídias existentes ou outras formas que existir.

Por outro lado, em sendo aceito, estará vencida a discussão sobre o tema, sendo oportuno esclarecer que a Ação Judicial permanece no sentido de se cobrar as perdas oriundas do atraso no referido pagamento.

Artigo anteriorPoliciais recebem elogio por trabalho na Operação Faction
Próximo artigoParabéns, Marcos Egberto!

5 COMENTÁRIOS

  1. É uma vergonha uma enquete a qual servidores aceitão do parcelamento do salário de dezembro, e apoiam o Sr Governador em sua busca de auto afirmação, só esqueceram de dizer a essa mumia que estamos no século 21 e acabou o coronelismo, e pagar janeiro fevereiro e falar que não dinheiro é de uma demagogia que só a famillia aceita ouvir. CAIADO NUNCA MAIS

  2. Que ridícula uma enquete dessa, já que esse tema foi discutido recentemente em assembleia especialmente designada para tanto e, durante a assembleia, FOI DECIDIDO que não aceitaríamos tal parcelamento. Se já havia sido decidido, me explica o motivo de votar novamente? Ainda mais em uma votação tão menos democrática, já que não houve a possibilidade de participação de todos os policiais, sindicalizados ou não, realizada sem ampla divulgação, na semana véspera do carnaval!!!!!! E mesmo que esse sindicato queria pressionar pela aceitação, se foi DECIDIDO uma vez em assembleia que não aceitaríamos, porque não convocar outra assembleia e decidir todos??? Parece que esse sindicato está cada vez mais em acordo com o governo caiadista, mesmo que isso importe em enfraquecimento do funcionalismo público, com: falta de pagamento, parcelamento para apenas os servidores do executivo, possibilidade de redução obrigatória de carga horário e salário! Estamos novamente desamparados, à mercê das politicagens do governo! ABSURDO! REVOLTADA!

    • Boa tarde, Natália. A decisão da assembleia que rejeitou a proposta do governo foi acatada. Deliberou-se lá a continuidade das negociações, o que foi feito e de onde se obteve a resposta de que não haveria outra proposta por parte do Governo nem que se acataria as propostas levadas pelos presidentes das entidades representativas. Diante disso, decidiu-se pela enquete justamente em razão do feriado para que todos os filiados pudessem participar de onde quer que estivessem. Houve divulgação massiva tanto no site da entidade como nas páginas do sindicato nas redes sociais e ainda divulgação direta a todos os filiados mediante mensagem pelo aplicativo WhatsApp. A razão de ter sido apresentada apenas aos filiados também é em razão de decisão de assembleia que determinou que o sindicato representaria apenas os policiais filiados à entidade. Apesar do apoio empenhado na candidatura do atual governador, não procede a afirmação de que a entidade esteja de acordo com as decisões tomadas pelo governante pois o compromisso da sindicato é, acima de tudo, com a categoria que representa. Obrigada!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here