Assembleia aprova em primeira votação projeto que extingue cargos de classe única na Polícia Civil

Policiais serão aproveitados no cargo de Agente de Polícia. O Sinpol-Go convoca toda a classe para comparecer a segunda votação no Plenário da Casa na próxima terça-feira

1
2178

Foi aprovado em primeira votação, na tarde desta quinta-feira (12), o projeto de lei que extingue os cargos de agente policial, agente auxiliar policial e escrevente policial – os chamados “classe única –, com o seu devido aproveitamento constitucional no cargo de agente de polícia. Agora, a proposta passará por segunda votação no plenário da Casa, na próxima terça-feira (17), a partir das 15h. Se aprovado, já é encaminhado para sanção do governador Ronaldo Caiado.

O presidente do Sinpol-GO, Paulo Sérgio Alves de Araújo, comemorou a aprovação, mas ressaltou que nada está garantido. Segundo ele “esses policiais têm cargos já extintos e é certo que terão problema na hora de se aposentarem. Eles não terão mais a paridade salarial por não haver outros policiais ocupando o mesmo cargo e com isso virão perdas salariais”, reforça.

Por isso o Sinpol-GO reforça o pedido e convoca toda a classe policial para lotar as galerias do Plenário da Assembleia Legislativa na próxima terça-feira dia 17, data da segunda votação. O projeto é uma iniciativa do Sinpol-GO, que foi acolhido pelo deputado Humberto Teófilo (PSL) e apoiado pelos deputados. Segundo Teófilo, a proposta vai beneficiar diretamente mais de 400 policiais civis de Goiás.

“Essa foi uma grande vitória para a nossa categoria. Vamos convocar toda a classe policial para lotar o plenário na próxima terça-feira, para que possamos aprovar em segunda votação e encaminhar o projeto para a sanção do governador,” afirmou o deputado.

Para o policial civil Washington Luiz, a aprovação do projeto “resgata a dignidade de centenas de mulheres e homens policiais, pois, ao longo de décadas, os policiais denominados de ‘classe única’, sempre desempenharam as mesmas funções do agente de Polícia, em vários casos sendo o único policial lotado em uma delegacia, principalmente no interior, onde alguns chegaram até a responder pelo expediente da DP, na falta de um delegado,” revela.

Washington está próximo de se aposentar após 32 anos prestados à Policia Civil e a toda a sociedade. Ele acredita que a aprovação do projeto possa garantir uma aposentadoria mais justa.

“Quanto a mim, que estou aguardando a publicação no Diário Oficial da minha aposentadoria após desempenhar a função policial por longos 32 anos, a aprovação desse projeto é a garantia de ter uma aposentadoria digna, uma vez que, ele garante a isonomia definitiva com o agente de Polícia da ativa,” afirma o policial.

SINPOL LIVRE E TRANSPARENTE!

Artigo anteriorFaculdade e Colégio de Aplicação Alfredo Nasser
Próximo artigoPresidente do Sinpol-Go retoma suas funções na entidade

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here