Nota de Repúdio

0
279

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Goiás (Sinpol-GO) repudia a demissão do policial Áureo Cisneiros Luna Filho, ex-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco (Sinpol-PE), e diretor de Imprensa da entidade. Ele ocupou o cargo de presidente até o mês de novembro de 2020.
A demissão de Áureo foi publicada no Diário Oficial de Pernambuco na terça-feira (5), em razão de um processo administrativo instaurado pela Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social (SDS) de Pernambuco e foi assinada pelo governador do Estado, Paulo Câmara, do PSB-PE, partido socialista que perdeu suas origens e passou a perseguir sindicalistas.
Esse ato governamental é mais um atentado à democracia e ao princípio da liberdade do exercício da atividade sindical, garantido pela Constituição Federal em seu artigo 8º.
O Sinpol de Goiás presta sua solidariedade ao policial e vai participar de todos os atos que forem promovidos para corrigir essa arbitrariedade que fere totalmente o sistema confederativo da organização sindical atual, que não permite intervenção do Estado.
A entidade entende que o ato de demissão é nulo porque falta lhe fundamentação legal, pois se trata de perseguição política ao sindicalista que denunciou os desmandos e descaso da administração pública da Segurança do Estado para defender os direitos dos policiais civis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here