Direção Geral da Polícia Civil atende solicitação do Sinpol e aumenta restrições nas delegacias para conter a Covid-19

0
531

Pedido do Sindicato dos Policiais Civis de Goiás (Sinpol) foi atendido pela Direção Geral da Polícia Civil. No último dia 11, o sindicato encaminhou ao delegado-geral da Polícia Civil, Alexandre Lourenço, um ofício solicitando medidas mais restritivas nas delegacias de polícia para evitar a disseminação da Covid-19. Nesta segunda-feira, 15, foi publicada portaria fixando novos procedimentos a serem adotados nas delegacias para conter a doença nesses locais.

Em seu ofício, o presidente do Sinpol, Paulo Sérgio Alves de Araújo, solicitava que os procedimentos de prevenção fossem cumpridos de forma uniforme em todas as unidades, sem discricionariedades. Pediu ainda que fossem restringidos os atendimentos presenciais nas delegacias, além da interdição da Central Geral de Flagrantes por 14 dias. Até o último dia 10, a unidade já havia registrado 27 casos de Covid-19 confirmados e um óbito em decorrência a doença.

A nova portaria, que já está em vigor, suspende o atendimento presencial nas delegacias que funcionam nas áreas consideradas em situação de calamidade pela Secretaria de Saúde, exceto em casos de homicídio e feminicídio, estupro e outros de maior gravidade. Os demais casos devem ser registrados por meio da delegacia virtual e o atendimento ao público será prestado, preferencialmente, por meio eletrônico ou telefônico.
A portaria n. 163/2021 do dia 15-03-2021 da DGPC, que levou em consideração “o crescimento do número de servidores policiais civis contaminados pelo coronavírus nas últimas semanas, principalmente entre aqueles que atuam nas Centrais de Flagrante”, como denunciou o Sinpol, também suspende as intimações, diligências e operações, referentes a procedimentos não-urgentes e obriga o uso de máscara e álcool 70% para higienização das mãos tanto para o público como para os atendentes.

Artigo anteriorPoliciais civis param em sinal de luto e cobram proteção contra a Covid 19
Próximo artigoSinpol apoia carreata em defesa da Segurança Pública no Distrito Federal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here