Entidades policiais pedem audiência com o governador

0
150

Representantes das 14 entidades que reúnem todos os trabalhadores na Segurança Pública do Estado de Goiás protocolaram nesta quarta-feira, 11, um pedido de audiência com o governador Marconi Perillo para tratar do anúncio feito pelo governo do Estado – e confirmado nesta terça-feira pela secretária da Fazenda, Ana Carla Abrão – de que o governo não cumprirá as três leis aprovadas pela Assembleia Legislativa e sancionadas pelo governador, em abril do ano passado, que concederam reposição salarial a todos os servidores da Segurança Pública.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol), Paulo Sérgio Alves Araújo, ressalta que os policiais precisam de segurança jurídica para trabalhar. “Não estamos falando de um acordo forjado, mas de uma negociação que foi fruto de três anos de discussões. Cedemos muito, abrimos mão de muita coisa para que esse acordo fosse feito. E agora, na hora de recebermos a segunda parcela, vem o governador e descumpre uma lei sancionada por ele mesmo”, explica o presidente do Sinpol. Pelo acordo, transformado em lei, o aumento foi dividido em quatro parcelas: uma de 18,55%, paga em novembro do ano passado, e três de 12,33%, em 2015, 2016 e 2017. No mês em que a segunda parcela deveria ser paga, o governo do Estado anunciou que a segunda parcela será transferida de 2015 para 2018.

“Não podemos abrir mão e não faremos isso. O prejuízo é para todas as categorias, por isso estamos atuando conjuntamente”, afirmou. Sobre a possibilidade de paralisação, Paulo Sérgio pondera que uma greve prejudicaria a sociedade. “Mas á preciso lembrar que os policiais também fazem parte da sociedade. Somos pais e mães de família, que precisam do sustento e o governo está querendo tirar nosso sustento”, denuncia. “Não estamos pedindo nada além do cumprimento da lei”.

Os trabalhadores na Segurança Pública continuam mobilizados. O comitê é composto pelas seguintes entidades: Sinpol, Assego, ACS, Assof, APPB, Aspec, Amigo, Ugopoci, Sindepol, Sinsepgo, Aspego, Adpego, Sindperícia e Appego.

SINPOL LIVRE E TRANSPARENTE!

Artigo anteriorCarteirinhas prontas no SINPOL-GO
Próximo artigoComunicado das Entidades

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here