Esclarecimentos 24/11/2016

0
162

Na presente data (24/11/2016) a União Goiana dos Policiais Civis (UGOPOCI) publicou comunicado em site próprio, alegando ser muito triste quando pessoas descompromissadas com a categoria propagam notícias inverídicas e destilam o ódio e a discórdia no meio da classe. Assevera referida associação que propuseram sentarem-se com a diretoria do SINPOL-GO para discutir questões de interesse da categoria, mas que receberam negativa em seu pedido. Aduziram terem autonomia para representarem seus associados e se valeu de ser a responsável por alcançar eventuais cumprimentos de direitos que faziam jus os policiais civis do Estado, dentre eles, a questão da aposentadoria, o pagamento do enquadramento de padrões e níveis, pagamento das diferenças de promoção, cumprimento da parcela de 12,33%, pagamento imediato do abono de permanência e promoções/17, dentre outras ações.

Em razão de oficialmente haver se referido ao SINPOL-GO e de buscar imputar intransigência da direção do sindicato e, de forma velada, acusar membro da diretoria de não contar com comprometimento com a categoria e de lançar informações inverídicas e de destilar o ódio e a discórdia entre a classe de policiais, necessário se faz algumas considerações.

São funções das associações a de promover ações de aprimoramento do conhecimento, formação e treinamento de seus associados; representar a profissão em eventos, comissões e conselhos; integrar os profissionais através de encontros, simpósios, fóruns e jornadas; difundir resultados de pesquisas e inovações na área profissional; contribuir com a sociedade na habilitação de profissionais aptos a atuarem em suas áreas e apoiar e promover atividades que possam melhorar o posicionamento dos profissionais.

São funções dos sindicatos a coordenação, defesa e representação legal da categoria profissional nas esferas públicas e privadas, bem como perante às autoridades e poderes públicos; orientar, arbitrar e fiscalizar as relações de trabalhistas entre os profissional e empregadores, bem como do cumprimento das normas e diretrizes de segurança do trabalho, normas de atuação funcional, pisos salariais, das convenções de acordos coletivos da categoria profissional, manter serviços de assistência profissional e judiciária para seus sindicalizados e substituir processualmente em juízo o sindicalizado ou membros da categoria profissional, em defesa de todo e qualquer direito relacionado com o seu cargo, função ou condição de trabalho.

Diante das funções acimas elencadas, vê-se que a associação tem avançado suas atribuições, invadindo a seara de competência do SINPOL-GO de maneira irresponsável e desonesta.

Cumpre-nos informar que este sindicato serve à categoria de policiais civis do Estado de Goiás, à qual deve absoluto respeito e obediência.

Ao dizer-se preterida de discussões com o sindicato, a administração da associação buscou falsear informação, quando se omitiu em dizer que no documento enviado àquela entidade pelo SINPOL-GO, este fez menção que não se oporia ao encontro, desde que a decisão da categoria, deliberada em assembleia, fosse acolhida pela associação, já que soberana, pois como dito, obediência devemos àqueles que representamos e às suas escolhas, porém, referida entidade se negou.

A associação também falseou informação utilizando-se do argumento de que ocorreu a negativa ao Projeto de Reestruturação da carreira dos policiais civis, quando na verdade o Secretário de Gestão e Planejamento apenas informou que as discussões poderiam ser retomadas em 2017, no que, inclusive, este sindicato já deu início a encontros e reuniões que visam tornar célere o encaminhamento do projeto, isso com a participação e apoio da Diretoria Geral da Polícia Civil, a quem o próprio Secretário de Segurança Pública atribuiu a responsabilidade por meio de ofício encaminhado ao SINPOL-GO.

Ao dispor em documento encaminhado à DGPC que o mesmo trata-se de uma REAPRESENTAÇÃO DE REESTRUTURAÇÃO, a direção da associação extrapolou mais uma vez a alçada de sua competência e sanidade, colocando-se detentora de direitos a ela não pertencentes, pois o termo aferido corresponde a um novo projeto, que legalmente não pode ser apresentado pela mesma.

Quanto às conquistas arguidas serem de autoria da associação, mesmo aquelas que ainda sequer ocorreram, a exemplo do repasse da parcela de reajuste de 12,33% e as promoções que deverão ocorrer em 2017, não incorreremos em responder, pois nossos policiais são capazes de enxergar a eficiência e comprometimento de seu sindicato e, por assim dizer, dos resultados por ele alcançados, afinal nossa gestão sempre foi transparente em suas ações.

Diverso do exposto pela UGOPOCI em seu comunicado, visando implicar a membro da diretoria do SINPOL o desejo de espalhar o ódio e a discórdia, destacamos que aos policiais civis é dado o direito de conhecer de tudo aquilo que diz respeito a sua carreira, diverso é o que não pode ser aceito. Portanto, sempre será apresentada por este sindicato a verdade, a despeito do silêncio que alguns buscam, conscientes dos erros constantes que cometem.

A história de luta construída por longos anos por antigos colegas que ocuparam a direção da UGOPOCI tem sido maculada e irresponsavelmente levada à derradeira desconstrução de um trabalho árduo e que resultou em transformações nas vidas dos policiais civis goianos em tempos outros.

Lamentável que na ânsia de se verem em notoriedade e em razão de interesses outros ainda não esclarecidos aos policiais civis, alguns membros da diretoria da associação, e para sermos justos, não todos eles, tem impedido avanços na valorização policial e a oportunidade de demonstrarem com fidelidade e lealdade a preocupação com os policiais civis, que por se tratarem de pessoas com extremo senso de justiça e possuírem inteligência suficiente, já não toleram mais engodo algum como forma de justificar a promoção da desconstrução do trabalho de nossa categoria, já que o sindicato nada mais é do que cada policial civil das mais diversas regiões do Estado.

Em respeito a você, policial civil, nossa luta jamais cessará. Nosso empenho e dedicação são totais e em favor de todos os policiais civis, sem divisões ou segregações.

SINPOL LIVRE e TRANSPARENTE

Artigo anteriorDiretores do Sinpol visitam secretarias de Estado
Próximo artigoSinpol-GO participa de reunião com plantonistas e delegado regional

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here