Deic/Gref desarticula associação criminosa voltada para fraudes em contas de energia

0
259

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (GREF), da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), desarticulou uma associação criminosa que fraudava débitos junto à empresa fornecedora de energia elétrica no Estado de Goiás. O delito é praticado da seguinte forma: Pessoas (física e jurídica) com dívida junto a empresa de energia transferem (usando funcionários da empresa) a titularidade da unidade consumidora (e por consequência, da dívida) para terceiros já falecidos. Após algum tempo, a titularidade retorna para o real proprietário, entretanto, a dívida continua vinculada ao CPF desse terceiro. Também é praticado o crime de furto de energia elétrica.

A investigação durou cinco meses, período no qual se identificou 44 pessoas envolvidas com o esquema fraudulento, entre os quais estão funcionários da empresa, técnicos, captadores de clientes, coordenador da atividade ilícita e beneficiados pela extinção do débito.

Vale ressaltar que a ação criminosa gerou um prejuízo de milhões de reais para a vítima, haja vista que eram extintos cerca de R$ 200 mil por mês em dívidas

Por fim, foi possível coletar elementos probatórios suficientes para comprovação da materialidade, autoria, circunstâncias dos delitos e individualização da conduta ilícita de 18  pessoas.

De posse das informações necessárias, foi representado pelas prisões temporárias dos investigados e buscas e apreensões para suas residências, com pronto deferimento judicial, resultando na expedição de 18 Mandados de Prisão Temporária e 18 Mandados de Busca e Apreensão, cujas diligências para seus cumprimentos estão sendo realizadas na data de hoje, 5 de julho de 2018.

A operação conta com 110 policiais e é desenvolvida nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Nerópolis e Anápolis.

SINPOL LIVRE E TRANSPARENTE!

Artigo anteriorPoliciais civis prendem assaltantes em Padre Bernardo e recebem elogios
Próximo artigoBoletim Geral de Notas nº 003-2018 – GDGPC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here