SINPOL-GO faz balanço positivo de visitas a regionais

0
166

Foram 2 mil quilômetros rodados em três dias e cinco regionais da Polícia Civil visitadas – Posse, Porangatu, Uruaçu, Ceres e Goianésia – para ver de perto os problemas e desafios de cada localidade. “Foi uma oportunidade muito importante. Muitas colegas nunca viram um representante do sindicato em suas cidades. Eles pediram para que essas visitas tornem-se um hábito”, relata o presidente do SINPOL-GO, Paulo Sérgio Alves de Araújo, para quem o saldo desse trabalho foi extremamente positivo. Além do presidente, participaram das visitas o vice-presidente, Gildásio Rodrigues, e o diretor financeiro, Henrique Araújo. Já receberam os diretores do SINPOL-GO, na atual gestão, as regionais de Jataí, Rio Verde, Águas Lindas, Formosa e Itumbiara.

Paulo Sérgio conta que há problemas comuns entre a capital e o interior e há outros específicos, como o plantão de sobreaviso, em que o policial fica em casa, em seu horário de folga, mas à disposição da Polícia Civil, para qualquer eventualidade. “O plantão até pode acontecer, mas o policial tem de receber por isso”, pondera o presidente do SINPOL-GO, observando que em Santa Catarina a Justiça deliberou a respeito de situação semelhante e determinou o pagamento das horas-extras. “Essa situação é muito frequente no interior”, diz Paulo Sérgio.

Mesmo em localidades distantes da capital, como Posse, há policiais que trabalham na regional, mas mantêm as famílias em Goiânia ou cidades próximas. Eles pediram ajuda do SINPOL-GO para obter gratuidade de passagens de ônibus. “Não é obrigação das empresas, mas vamos tentar”, adianta o presidente. Outra situação frequente, que o SINPOL-GO vem denunciando e questiona na Justiça, é em relação ao transporte e à custódia de presos. Os policiais de Porangatu enfrentam o problema com os detidos na vizinha Estrela do Norte.

“Tivemos uma boa participação, com policiais de praticamente todas as cidades que compõem as regionais visitadas, que demonstraram grande interesse”, avalia Paulo Sérgio. Ele também destaca que em cada uma das regionais foi escolhido um delegado sindical. “Eles não farão as vezes do sindicato, mas serão um apoio e referência nessas cidades”, conclui.

SINPOL-GO LIVRE E TRANSPARENTE!

Artigo anteriorSINPOL-GO se mobiliza em relação a projeto do Governo enviado à Alego
Próximo artigoCarta aberta do SINPOL-GO à sociedade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here