Sinpol busca na Justiça corrigir falha na reestruturação da carreira

0
149

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Goiás (SINPOL-GO), atuando na defesa de seus filiados, ingressou com ação na Justiça estadual buscando corrigir uma injustiça feita aos agentes, escrivães, papiloscopistas e classe única. A ação visa corrigir uma distorção ocorrida na reestruturação de 2012.

Na ocasião, foi criado o nível XI para os Policiais de Classe Única, sendo criado também a Classe Especial I para os Agentes e Escrivães de Classe Especial. No entanto, essas vagas foram criadas, preenchidas e extintas a vagar, beneficiando apenas um pequeno grupo de policiais, violando o direito dos demais policiais, além de princípios constitucionais. O diretor jurídico do SINPOL, Antônio da Costa, explica que a terminologia “vagas extintas a vagar” significa, na prática, que quem já era Classe Única nível X  e Classe Especial foi enquadrado automaticamente no nível XI e Classe Especial I, respectivamente, entretanto, outros não serão promovidos.

“Foram cometidas ilegalidades, além de injustiças”, esclarece. Com a ação judicial, busca-se a extensão do benefício a todos os policiais, garantindo, assim, a igualdade a todos na carreira.

SINPOL-GO LIVRE E TRANSPARENTE!

Artigo anteriorPromoções serão mantidas em 2015
Próximo artigo1º GoiásPol

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here