Milhares de policiais civis participam de manifestação contra a reforma da previdência

0
1371
Policiais civis de todo o Brasil em protesto

O Sinpol-GO esteve presente na mobilização nacional que ocorreu nesta terça-feira (21) em Brasília na Esplanada dos Ministérios em frente ao Congresso Nacional. O ato foi um protesto contra a reforma da Previdência proposta pelo governo de Jair Bolsonaro.

Levando cartazes, bandeiras e até cruzes simbolizando as vidas de colegas perdidas em serviço, estima-se que cerca de 500 policiais civis de Goiás participaram da manifestação de um total de aproximadamente de 4 mil manifestantes, de acordo com os organizadores.

Paulo Sérgio em discurso contra a reforma da previdência

O presidente do Sinpol-GO, Paulo Sérgio Alves de Araújo, fez um discurso hoje durante a mobilização nacional dos policiais civis contra a reforma da previdência. O novo texto que tramita no Congresso Nacional praticamente extingue os direitos dos policiais civis, aumenta o período de contribuição e tempo de trabalho.

“Eu vi hoje aqui (em Brasília) que vários policiais estão conscientes da necessidade de lutar. Muitos vieram e compareceram ao ato, os que não puderam vir estão nos mandando mensagens de apoio. É uma preocupação de toda a classe, é preciso que todos os policiais se mobilizem e se conscientizem de que agora é a hora de lutar pelo direito à previdência e à aposentaria policial”, afirmou Paulo Sérgio.

Nova previdência

Lideranças sindicais apontaram que as polícias serão prejudicadas por vários aspectos da reforma, como o aumento da idade mínima e das alíquotas tributárias — o que foi chamado de confisco salarial. A categoria luta contra o texto da reforma da Previdência que retira grande parte dos direitos de aposentadoria da classe.

Policiais do Sinpol-GO em Brasília

Os policiais civis pedem a manutenção da atividade de risco policial prevista na Constituição Federal, integralidade e paridade para todos os policiais, diferenciação entre homens e mulheres na idade e tempo de contribuição e pensão integral por morte em serviço ou em razão do serviço o que, segundo o novo texto, deixará e existir.

SINPOL LIVRE E TRANSPARENTE!

 

Artigo anteriorSinpol-GO convoca policiais para protesto em Brasília
Próximo artigoSinpol-GO apresenta balanço financeiro de 2018

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here