Cobrapol elabora planejamento das ações pela aposentadoria policial 

0
873

Após um amplo debate, com a participação de lideranças da Polícia Civil de todo país e de integrantes das entidades filiadas, a COBRAPOL, reunida com a Comissão Encarregada da compilação dos pontos comuns dos projetos de reforma da Previdência, concluiu a elaboração de um planejamento estratégico com dois objetivos. 

O primeiro envolve ações políticas com o propósito de sensibilizar os parlamentares para a defesa da aposentadoria policial na tramitação da PEC 133/2019, chamada PEC Paralela, já aprovada no Senado Federal e cuja tramitação se dará na Câmara dos Deputados a partir da retomada dos trabalhos legislativos. Estas ações serão executadas pelos diretores da COBRAPOL e respectivas entidades, conforme deliberado e aprovado. 

E, o segundo, consiste na elaboração e discussão de Emenda parlamentar à referida PEC, a partir de um parecer jurídico, prevendo as mesmas garantias que os Policiais Militares tiveram na Lei de Proteção Social das PMs, o que na prática representa obediência ao princípio da isonomia e também a dois pilares fundamentais pelos quais os Policiais Civis lutam e dos quais não abrem mão: a paridade e a integralidade na concessão dos benefícios previdenciários. 

A Emenda e o Planejamento Estratégico serão encaminhados às entidades filiadas para que tomem conhecimento, e, a partir disso, intensifiquem as ações junto aos deputados federais em seus estados. 

Segundo o presidente da COBRAPOL, André Luiz Gutierrez, “esperamos que, desta vez, na discussão e votação da PEC paralela, o governo cumpra o compromisso assumido pelo presidente Bolsonaro com a nossa categoria, assim como os parlamentares que entendem a importância da valorização dos profissionais de segurança pública para a sociedade como um todo, entre outros motivos, por uma questão de justiça”. Gutierrez informou que a Confederação fará contatos com os parlamentares de todos os partidos, especialmente com as lideranças partidárias da Câmara dos Deputados. 

“Com o planejamento estratégico que elaboramos, estamos otimistas quanto aos resultados do nosso trabalho, até porque, já em 2019, conseguimos avançar, e muito, na conscientização de que essa nossa luta não é apenas de uma ou mais categorias, mas de toda sociedade que exige profissionais cada vez mais motivados no desempenho da missão angular de proteção de nossos concidadãos”, argumentou Gutierrez.

Artigo anteriorLicença Paternidade ampliada para 20 dias. Agora é lei!  
Próximo artigoPolícia Técnico-Científica de Goiás recebe agradecimentos de MG por atuação em Brumadinho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here