ESCLARECIMENTOS SOBRE A VACINAÇÃO DOS POLICIAIS NOS GRUPOS PRIORITÁRIOS

0
909

Através de gestões da COBRAPOL (Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis) junto ao Governo Federal, a Polícia Civil dos Estados e Distrito Federal foi incluída nos grupos prioritários de vacinação contra a COVID-19.
Devido a vários questionamentos, o SINPOL esclarece que, segundo informações do Ministério da Saúde, dentre os grupos prioritários, existe uma sequência definindo quais serão vacinados primeiro. A Policia Civil faz parte do 19º grupo de vacinação “na fila” de prioridades (denominado “Forças de Segurança e Salvamento”), juntamente com as demais forças de segurança. Segundo informações já divulgadas, o Governo de Goiás irá seguir as orientações do Ministério da Saúde quanto à ordem de prioridades para vacinação. Os Estados estão atualmente vacinando o 4º grupo prioritário, que inclui os Trabalhadores da Saúde (médicos, enfermeiros, odontólogos e farmacêuticos) e na sequência vão iniciar a vacinação os idosos divididos por faixa de idade.
Segundo informações do Ministério da Saúde, já divulgadas em diversos sites de noticia, todos os grupos prioritários (até agora), somam aproximadamente 77 milhões de brasileiros, ou seja, aproximadamente 36% da população, número que pode aumentar caso seja incluído mais algum grupo na lista de prioridade.
Se levarmos em conta que está sendo utilizada na vacinação no Brasil, uma vacina que necessita de duas doses para atingir sua eficácia, seriam então necessários mais de 150 milhões de doses para atender todos os grupos prioritários já definidos, e temos notícia de que até agora o Governo Federal disponibilizou pouco mais de 10 milhões de doses já distribuídas aos Estados. Diante de tudo isso, a vacinação dos policiais civis, infelizmente, deve demorar mais alguns meses, tendo em vista que, como já informado, fazemos parte do 19º grupo prioritário na fila definida pelo Ministério da Saúde.

Segue abaixo a lista dos grupos de prioritários, por ordem de vacinação, para que todos possam conferir:

Pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas
Pessoas com deficiência institucionalizadas
Povos indígenas vivendo em terras indígenas
Trabalhadores de saúde
Pessoas de 80 anos ou mais
Pessoas de 75 a 79 anos
Povos e comunidades tradicionais ribeirinhas
Povos e comunidades tradicionais quilombolas
Pessoas de 70 a 74 anos
Pessoas de 65 a 69 anos
Pessoas de 60 a 64 anos
Indivíduos com comorbidades (doenças que favorecem o agravamento da Covid-19)
Pessoas com deficiência permanente grave
Pessoas em situação de rua
População privada de liberdade
Funcionários do sistema de privação de liberdade
Trabalhadores da educação do Ensino Básico
Trabalhadores da educação do Ensino Superior
Forças de segurança e salvamento
Forças Armadas
Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros
Trabalhadores de transporte metroviário e ferroviário
Trabalhadores de transporte aéreo
Trabalhadores de transporte aquaviário
Caminhoneiros
Trabalhadores portuários
Trabalhadores industriais

Artigo anteriorPapiloscopistas e dactiloscopistas completam 85 anos
Próximo artigoPoliciais de Goiás participam de operação que prende assaltantes de banco no Pará

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here