Policiais civis comemoram fim da subclasse de agentes e escrivães substitutos

4
1769

Policiais civis se reuniram na sede do Sinpol, em Goiânia, na noite de sexta-feira (15) para comemorar o fim de uma grande injustiça, a subclasse dos agentes e escrivães de Polícia Civil substitutos, aberração criada pelo governo de Goiás em 2016, por meio de lei aprovada pela Assembleia Legislativa. Desde o início, o Sinpol se colocou absolutamente contrário a essa iniciativa, que fez com que Goiás, durante quase três anos, pagasse o menor salário do País para os policiais civis, vergonhosos R$ 1,5 mil.

Foram quase três anos de luta intensa, período em que o Sinpol jamais arredou de sua posição contrária a essa subclasse e o salário vergonhoso pago aos colegas que entraram para a Polícia Civil no último concurso. Foi também um período de intenso sofrimento para os novos agentes e escrivães, muitos deles dormindo nos distritos por falta de condições financeiras de ter uma moradia digna, como o Sinpol denunciou, na época, em portal de notícias nacional. Também recorremos à Justiça, com ações até no Supremo Tribunal Federal (STF).

Neste ano, finalmente, veio a correção dessa injustiça tão profunda, com o envio, pelo governo de Goiás, de projeto de lei acabando com a subclasse dos substitutos e colocando os novos agentes e escrivães no lugar de direito, a 3ª classe. Por isso comemoramos tanto.

A confraternização foi realizada na sede própria do Sinpol – adquirida com recursos provenientes das contribuições dos colegas policiais civis, com toda a transparência na prestação de contas – no Jardim Europa, em Goiânia. Foi uma oportunidade de confraternizar, encontrar amigos e descontrair, o que também é muito importante. O delegado-geral da Polícia Civil, Odair José Soares, prestigiou a categoria nesse momento de comemoração.


SINPOL LIVRE E TRANSPARENTE!

Artigo anteriorExercício ilegal da Medicina é alvo de operação em Palmeiras de Goiás
Próximo artigoPolícia Civil apreende adolescente suspeito de planejar ataque a escola de Pontalina

4 COMENTÁRIOS