“Foi um presente, uma experiência incrível”, diz policial civil que fez o parto da própria filha

0
729

O escrivão da Polícia Civil, Ricardo Vilaverde, passou por uma das experiências mais marcantes da sua vida: ele fez o parto da própria filha, em casa. A pequena Clarice veio ao mundo nesta sexta-feira (12), quando comemoramos também o Dia dos Namorados. “Esse foi um dia dos namorados diferente, mas foi perfeito”, conta o escrivão.

A esposa de Ricardo, Priscila Rocha Palhares Vilaverde, estava grávida de 38 semanas. Levando uma gravidez saudável, Clarice era esperada para o fim do mês de junho. Mas a pequenina não quis esperar tanto. “Minha esposa começou a sentir contrações na madrugada. Nós ligamos para a médica, mas não deu nem tempo de ir para o hospital, porque as contrações já estavam fortes demais”, relembra.

Policial civil, Ricardo sabe conduzir os primeiros socorros. Por isso, ajudou a esposa nesse momento tão especial. “Nós fizemos os procedimentos básicos, de verificar se estava respirando, de colocá-la em um cobertor até que o Samu chegasse. E foi um ótimo atendimento. Eles nos levaram para o hospital, que já estava nos esperando, porém a equipe médica se assustou quando já chegamos com a Clarice nos braços”, conta entre sorrisos e boas lembranças. A pequenina nasceu com 44 centímetros e pesando 2,870kg.

Neste sábado (13) é aniversário da mamãe Priscila e, para ela, seu maior presente é a vida. “Foram dois sonhos realizados em ter meus filhos por parto normal, humanizado. Estamos muito felizes!”, celebra.

Ainda hoje, elas devem receber alta médica e seguem para casa, onde o filho de dois anos, Heitor, os espera ansiosamente pela chegada da irmãzinha. “Ele está todo empolgado esperando a irmã. Quando a Priscila começou a entrar em trabalho de parto, ele estava dormindo, mas acordou e acompanhou tudo. Ficou todo feliz olhando, sorrindo, brincando, falando que a irmãzinha chegou!”, conta Ricardo.

Artigo anteriorOperação Hércules: Prefeito de Silvânia é afastado por contrato fraudulento com prestadora de serviço
Próximo artigo“Um sonho que realizo todos os dias”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here