segunda-feira, julho 22, 2024

Escrivães que participam de operações e diligências já podem solicitar acautelamento de coletes balísticos

Senhoras escrivãs, considerando alguns questionamentos junto a direção desta entidade sobre a motivação do não acautelamento de coletes balísticos ao segmento das escrivãs mulheres, como fora feito para agentes mulheres e delegadas, levamos a demanda ao conhecimento da Diretoria Geral da Polícia Civil na data de hoje (06/12/2016), informando que não poucas as vezes, vários são os escrivães de polícia que participam de operações e diligências juntamente com agentes e delegados e que, portanto, fariam jus a tal proteção.

Pontuamos inclusive que com a falta de efetivo policial, tornou-se comum e necessária a participação daqueles que outrora, por atribuição, ocupavam apenas cartórios, sobretudo, no que tange ao interior do Estado.

Assim, restou definido pela Diretoria que as escrivãs interessadas no acautelamento de coletes balísticos, já que não se trata de unanimidade na instituição, deverão manifestar por escrito ao seu chefe imediato, o qual deverá imediatamente encaminhar o pedido à Seção de Armamento para o atendimento do pedido.

SINPOL LIVRE e TRANSPARENTE

COMPARTILHE EM SUA REDE SOCIAL:
Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
error: Recurso Desativado!